De Nova Friburgo
Ketty Bertoncini







29/06/2008 20:41
Aumento de enegia elétrica em Friburgo
Uma das mais caras do País
Reprodução do texto publicado em LA GAZZETTA (Para ler acesse http://www.lagazzetta.aibac.com/index/materias/2749/de_mal_a_pior/capa/) DE MAL A PIOR
29/06/2008
ENERGIA ELÉTRICA

--------------------------------------------------------------------------------


O impacto do custo da energia elétrica no processo de produção fica sempre mais insustentável. Enquanto os empresários apresentaram ao governo estudo que mostra a indústria perder competitividade devido ao aumento do preço da energia e à carga tributária do setor elétrico, a Associação Brasileira dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace) alega que a participação da energia elétrica no custo do produto passa dos 20% em algumas indústrias. Entre as demandas dos industriais está a redução dos encargos e dos tributos do setor elétrico. Segundo a Abrace, encargos e tributos representam 51,58% da tarifa. A situação é ainda mais complicada para os pequenos consumidores, que frequentemente se deparam com um serviço insatisfatório, cujo custo fica sempre mais elevado. É necessário que o poder publico tome as providências cabíveis pelo menos diminuindo a carga tributaria do setor elétrico, que daqui a pouco irá duplicar a famigerada conta de luz.
Os cidadãos da nossa cidade não acabam de reclamar:

Como consumidora, cidadã e jornalista quero me solidarizar com a leitora que enviou a seguinte carta ao jornal.
“Energisa e o aumento”
No último fim de semana tive a triste notícia de que a nossa precária energia elétrica terá um aumento de mais de 11% autorizado pela Aneel.
Ora bolas, se a Energisa correspondesse com o atendimento, não faltando energia como falta em minha região, a RJ-142, sem justificativa, imagina quando chove, venta ou algo mais e para atender é uma guerra.
Não vejo razões para tal aumento. Tenho saudades, sim, da extinta Cenf, quando ainda estava nas mãos se seus fundadores, ou seja, da família Julius Arp. Se a mudança adiantasse, concordaria com o aumento, mas nada melhorou nestes dez anos de Nova Friburgo, pelo contrário, o call center fica em Minas e seus atendentes (sinto isto) se sentem perdidos quando comunicamos a ausência de energia.
Carmen Manangão
Mas, irei além, muito além...
Pago em média R$ 499,90 de luz por mês. Não tenho fuga de energia,nem um medidor com defeito (como a Energisa/NF cansa de afirmar).Tenho um computador,uma TV,dois DVDs e uma antena da SKY ligados e cerca de dez lâmpadas de luz fria (cujo consumo é baixo),uma geladeira e pago essa fábula.Não uso máquina de lavar roupa,secadora de roupas,ferro elétrico,chuveiro elétrico,nem aquecedores.
Ao leitor atento da conta de luz, ao lado esquerdo da fatura está a explicação: serviços de distribuição da CENF, compra de energia, serviços de transmissão, encargos setoriais, impostos direitos e encargos. Ou seja, só o ICMS custa quase o mesmo preço do consumo de energia mensal.Fora taxas de iluminação pública,etc,etc,etc.
Enquanto isso, nas inúmeras invasões (pessoas que constroem em Nova Friburgo e não pagam IPTU nem taxas como a de energia) mora-se de graça, vive-se com freezeres e outros paramentos muito sofisticados, aliás, para quem mora dessa forma!
Também quero ressaltar que pago R$ 962,46 de IPTU anual. Onde? Em Serra Nevada, entre as localidades de Debossan e Theodoro de Oliveira, no oitavo distrito de Mury. Tenho sanameamento básico?Não! Tenho uma estrada transitável?Não! Dia destes o entregador do jornal O Globo intimou os moradores a não mais assinarem o jornal porque " aí a estrada é muito ruim e a moto da gente quebra!”. Em contrapartida,tenho uma outra casa no centro de Mury (local nobre) onde o IPTU custa R$ 316,00 anuais e a luz não passa dos R$ 90.O entregador faz questão de levar, na porta,não só o jornal como a revista Época que também distribui.
Nessa história toda o importante é ressaltar que a Serra Nevada fica, hoje, espremida entre a favela que vai de Theodoro de Oliveira à Ponte da Saudade, área cheia de caseiros " latifundiários”, marginais apartados com o tráfico carioca, que constroem casas dentro da área do DER e do rio, e depois vendem a posse por R$ 30 mil ou R$ 40mil reais aos da mesma "camada social".
Uma sugestão à PMNF: regularizar as moradias da cidade e fazer uma partilha justa de impostos. Ou seja, todos pagarem um pouco do preço para que não só alguns poucos paguem o "grande preço" dos impostos.Creio ser difícil,porém,porque assim ninguém mais irá querer "vir morar em Nova Friburgo e se tornar eleitor local",não?
Cordialmente
Jornalista Ketty Bertoncini
(RMT 1692/83 /ABI - 1914)



Ketty Bertoncini | comentários(0 )



25/06/2008 01:48
ESTÁ ROLANDO AGORA NO JÔ SOARES
Neste exato momento rola uma conversa fantástica no Jô Soares Onze e Meia.O entrevistador (cada vez mais uma cópia exata do David Letterman) apresenta uma menina de 13 anos que é cantora lírica.No mínimo,fantástica! A garota é a versão da galesa Charlotte Maria Church.A revelação do Jô deveria cantar Pie Jesu, de Andrew Lloyd Webber,tal qual sua sósia vocal Church.Jô também parece ter comprado a " briga" da menina que é discriminada na escola por ser " gordinha".Vale ver agora e conferir!

Ketty Bertoncini | comentários(0 )



24/06/2008 12:41

TRUNCULÊNCIA POLICIAL MARCA MANIFESTAÇÃO PARA MENINO MORTO NA RJ-116,EM NOVA FRIBURGO
Na manhã de ontem, 23, debaixo de chuva, pais de alunos e funcionários da Escola Municipal João Vicente Valadares e moradores de Debossan realizaram manifestação em frente à escola, pedindo mais segurança. As pessoas fecharam a RJ-116, na altura do km 69, onde uma criança morreu no dia 19 arrastada por um caminhão e outra foi ferida.Segundo fontes locais,na manifestação a mãe da criança quebrou o braço e a violência foi marcante.A trunculência policial foi visível e acintosa.
A ação dos manifestantes, teve a presença da Polícia Militar, que impediu que toda a rodovia fosse fechada, permitindo o tráfego em meia pista.Na última semana, a Prefeitura divulgou ofício em que afirmava já ter solicitado, em outubro de 2007, ao DER e à Rota, a construção de passarelas no km 69, em frente à escola. Um novo manifesto deverá ser realizado na manhã de hoje, e culminará nas portas da Pefeiura de Nova Friburgo.
Valendo lembrar,que a área em questão tem um dos IPTUs mais caros da cidade e muitos moradores da cidade estão se mudando para Rio das Ostras,exatamente porque "Friburgo está ficando cada vez mais com cara de baixada".
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



24/06/2008 23:39
Nova Friburgo tem candidato à prefeitura com 81 anos
PSC confirma candidatura do engenheiro Heródoto Bento de Mello à prefeitura de Nova Friburgo
O engenheiro Heródoto Bento de Mello,81,já foi prefeito de Nova Friburgo por duas vezes.Agora,volta como candidato.Com grandes chances de ser eleito,o engenheiro é considerado pelo povo friburguense como um dos "que mais fizeram pela cidade".
Nova Friburgo,hoje,vive uma era de " baixada",perdendo suas características mais básicas:o perfil de cidade européia pela colonização suíça e de boa qualidade de vida.
No ranking das cidades mais violentas do Estado,tem também as taxas mais caras,tais como energia,combustível e IPTU.
O PSC e o PMDB também decidiram lançar uma chapa única de vereadores, com 19 nomes pré-listados. Nove foram indicados pelo PMDB e outros dez pelo PSC. Deste total, há 16 homens e três mulheres.
Ketty Bertoncini | comentários(3 )



21/06/2008 23:43
IBAMA
IBAMA PROMOVERÁ PALESTRAS NAS ESCOLAS SOBRE ANIMAIS SILVESTRES

A partir do mês de agosto deste ano o IBAMA de Nova Friburgo estará
promovendo palestras, nas escolas do município, tratando sobre
Educação Ambiental e o tráfico de animais silvestres.
Essas palestras, junto às escolas, objetivam a conscientização dos
alunos esclarecendo sobre os problemas ambientais e legais de se
manter animais silvestres em cativeiro, bem como estimular uma
consciência crítico-educativa dos alunos para com este tema,
informando também sobre o papel significativo que estes animais
desempenham quando livres no seu habitat.
?Inicialmente estaremos realizando essas palestras nas escolas da rede
pública municipal com o apoio da Secretaria Municipal de Educação de
Nova Friburgo. Posteriormente estaremos estendendo o nosso horizonte
para as escolas estaduais e particulares que demonstrarem interesse
nas palestras do IBAMA. Numa terceira etapa vamos promover essas
palestras nos demais municípios de nossa região de abrangência, que
contempla todos os municípios da região serrana fluminense? afirma
Mauro Zurita, Gerente Regional do IBAMA em Nova Friburgo.
As palestras terão duração aproximada de 40 minutos e serão ilustradas
com fotografias, vídeos, e objetos utilizados para a apanha de animais
silvestres. Os palestrantes, Elias Lengruber e Márcio Seixas, são
Analistas Ambientais do IBAMA Nova Friburgo graduados em Gestão de
Meio Ambiente e com especialização em Educação Ambiental e com boa
experiência em sala de aula.
Essas Palestras junto às escolas são um segmento de um Projeto maior
que o IBAMA de Nova Friburgo vem desenvolvendo no sentido de tentar
reduzir os índices de denúncias e casos de apanha, guarda em cativeiro
e comércio de animais silvestres que se verificam na nossa região e em
especial no município de Nova Friburgo. Vale lembrar que o Relatório
da Renctas (Rede nacional de combate ao tráfico de animais
silvestres), revelou que o município de Nova Friburgo faz parte da
rota de tráfico de animais silvestres além de local de apanha e
comércio.
Em março deste ano o IBAMA de Nova Friburgo promoveu, também com o
apoio da Secretaria Municipal de Educação de Nova Friburgo, ano um
Ciclo de Palestras sobre Educação Ambiental para o Tráfico de Animais
Silvestres, direcionado para as ONGs e entidades públicas locais, para
que juntas pudessem interagir visando o combate a esse trafico através
de ações, mesmo que específicas de cada segmento, porém relacionadas à
uma mesma política de ação, como forma de se poder atingir maior
eficácia nessas ações e assim diminuir os índices atuais tentando
retirar Nova Friburgo desse contexto que a todos entristece.
O IBAMA estará agendando as visitas às escolas municipais em conjunto
com a Secretaria Municipal de Educação.
As escolas estaduais e particulares de Nova Friburgo que se
interessarem pelas palestras do IBAMA, poderão agendar nossa visita
através do telefone (22) 2522-8069 ou pelo e-mail:
esregnovafribugo.rj@ibama.gov.br
Visite o Blog do IBAMA/NF

Ketty Bertoncini | comentários(0 )



19/06/2008 16:15
Nova Friburgo:carro mata e arasta crianças por 50 metros
Carro atropela,mata e arrasta crianças por 50 metros.Moradores ameçam botar fogo em escola municipal
Hoje,um carro atropelou e arrastou por cerca de 50 metros,três crianças alunos da Escola Municipal João Henrique Valladares,situada às margens da rodovia RJ-116,que liga Nova FRiburgo ao Rio de Janeiro.Uma delas morreu na hora.A outra está morrendo no HMRS.O local tem quabra-molas,pardais e radar eletrônico para controle de velocidade.Os moradores revoltados ameaçam colocar fogo na escola.O assunto vem sendo discutido há 11 anos pela PMNF sem nenhuma solução e os casos de criaças mortas continua se multiplicando.Segundo um morador,um representante da PMNF se propôs a levar uma baixo assinado à Prefeitura.Para a maioria essa atitude conota a esbórnea em que a cidade vive hoje.Vale ressalta que a área em questão é uma das que pagam maior IPTU da cidade.
Ketty Bertoncini | comentários(1 )



19/06/2008 22:07
Travesti morto à facadas em Nova Friburgo
A Polícia e os Bombeiros e Nova Friburgo estão tendo um dia animado hoje. Primeiro,um carro atropela três crianças em frente à Escola Municipal João Henrique Valladares,na RJ-116 (estrada Rio-Friburgo).Uma delas teve morte instantânea sendo praticamente dilacerada.As outras estão em estado grave no hospital.
Agora,à noite um travesti foi morto à facadas na localidade de Córrego Dantas.O motivo do crime ainda não foi revelado pela polícia,nem a identidade da vítima.
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



13/06/2008 02:06
Povo paga IPTU de milionários em Nova Friburgo
O IPTU em algumas áreas de Nova Friburgo,RJ,é mais caro do que nos mais luxuosos condomínios da Barra da Tijuca,RJ.
Sem estradas descentes,serviços básicos como coleta diária de lixo e outras benesses que um cidadão que paga cerca de mil reais por ano de IPTU no bairro de Serra Nevada,Nova Friburgo,RJ,está ficando inviável morar na cidade serrana considerada,hoje,uma ruína turística e imobiliária.
Uma taxa de incêndio retroativa de 2002 a 2006 também pegou os cidadãos fribruguenses de supresa e,com certeza,está enchendo os bolsos da dos advogados da cidade que estão recorrendo do absurdo do Funesbom.
Tudo isso sem contar a luz fornecida pela Energisa(antiga Cenf da da extinta Cataguazes-Leopoldina) que cobra atualmente uma taxa monstruso dos clientes tais como o ICMS (num valos quase equivalente ao consumo de energia pago),além do repasse da compra de energia da Light.Ou seja, hoje,morar na antiga e agrafável cidade serrana fluminense tornou-se um inferno tão grande que o êxodo dos menos pobres de volta às cidades de origem como Niterói e Rio de Janeiro é assustadora.Donde se concluí:Nova Friburgo é a mais séria candidata à cidade-favela do estado.Valendo ressaltar que também ocupa o 33 lugar de cidade mais violenta do Brasil e a faz parte das três cidades fluminenses que detém o mais alto índice de tráfico de animais do estado,segundo relatório da Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais - RENCTAS.
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



13/06/2008 02:31
Roma prestigia Aécio Neves e Ivo Pitanguy
SOCIEDADE DANTE ALIGHIERI DE ROMA PRESTIGIA
IVO PITANGUY E AÉCIO NEVES

Sob indicação do presidente do Comitê Dante Alighieri de Nova Friburgo,Giuseppe Arnó, a Presidência da entidade com sede em Roma deliberou por agraciar com o Diploma de Benemerência dois ilustres sócios honorários: o Prof. Ivo Pitanguy do Rio de Janeiro e o Governador do Estado de Minas Gerais Dr. Aécio Neves.Os diplomas portam a assinatura do Embaixador Bruno Bottai, presidente da Sociedade Dante Alighieri.
Valendo lembrar que em fevereiro de 2007 o Prof.Ivo Pitanguy recebeu o titulo de sócio honorário por parte do Comitê de Nova Friburgo, enquanto que em agosto o Governador Aécio Neves foi prestigiado com o mesmo título.
Não foi proposital, mas os primeiros dois sócios honorários do Comitê Dante Alighieri de Nova Friburgo foram dois eminentes mineiros. O governador Aécio Neves ao saber que também o Prof.Pitanguy pertencia ao restrito numero dos sócios honorários, declarava: "Sinto-me duplamente honrado, pelo privilegio de ser sócio honorário e por estar com certeza em boa companhia".
A presidência da Dante Alighieri prestigia com o Diploma de Benemerência personagens reconhecidos internacionalmente por suas contribuições em prol da cultura em geral e da italiana especificadamente.A entrega dos diplomas acontecerá em cerimônia especial em data a ser definida e divulgada. “Incluir personagens tão ilustres no álbum dos nossos sócios honorários é por nós uma honra e ainda mais uma demonstrarão de que a Sociedade Dante Alighieri é a mais prestigiosa instituição de divulgação do idioma e da cultura italiana no mundo inteiro. Com certeza, a iminente inauguração dos comitês do Rio de Janeiro e de Florianópolis, será uma ulterior conquista da cultura italiana que beneficiará italianos e brasileiros”, declara Giuseppe Arnó, artífice da constituição dos novos comitês em cidades onde a comunidade italiana foi sempre importante componente cultural da população.


Ketty Bertoncini | comentários(0 )



11/06/2008 21:40

Dante Alighieri de Nova Friburgo realiza exames reconhecidos oficialmente pelo estado italiano
No último dia 29 foram realizados os primeiros exames Plida na sede da Sociedade Dante Alighieri de Nova Friburgo, para os candidatos que quiseram certificar seu nível de competência e conhecimento do idioma italiano. O certificado Plida, reconhecido oficialmente pelo estado italiano e entregue com a aprovação científica de uma das mais antigas e prestigiosas universidades, a La Sapienza, de Roma, atesta, a quem o possui, seis níveis de competência e de conhecimento da língua italiana: do nível A1, o mais elementar, que garante e documenta a capacidade de usar o italiano em situações comuns e cotidianas; ao nível C2, o mais qualificado, que atesta a competência lingüística comparável àquela de língua mãe, de ótima cultura e que é utilizada em todas as situações profissionais, mesmo as mais complexas e sofisticadas.
“Cultura é a nossa vocação. Foi inaugurado um ciclo que, de agora em diante, oferecerá a possibilidade, em várias sessões do ano, para todos aqueles que tenham aprendido ou estejam aprendendo o idioma italiano, de obter o cobiçado diploma Plida”, explica o presidente da entidade, Giuseppe Arno. Vale destacar que os centros de certificação Plida em todo o Brasil são somente quatro (Nova Friburgo, Curitiba, Maceió e Recife) e que Nova Friburgo tem o privilégio de ser a única sede de exames internacionais para os candidatos que residem entre os estados de Alagoas e do Paraná. “A vocação cultural de nossa cidade é reforçada com a presença da prestigiosa Sociedade Dante Alighieri e do Centro de Certificação Plida, conseqüências naturais do trabalho sério desenvolvido pela Aibac no decorrer dos últimos anos, assim como a constituição de um novo Comitê Dante Alighieri no Rio de Janeiro representará o coroamento de um ambicioso projeto cultural, de âmbito estadual, que nasceu aqui em Nova Friburgo” conclui, com orgulho, Giuseppe Arno.
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



11/06/2008 23:13
Polícia de Nova Friburgo peca por omissão
Segundo uma grande parte parte de cidadãos friburguenses acionar a PM ou a polícia civil da cidade hoje é mera perda de tempo.A população de quase 230 mil habitantes convive com assaltos ,sequestros relâmpago,furtos à residências e outros delitos urbanos em plena luz do dia,sem a menos cobetura.Os crimes ambientais e o tráfico de drogas também é uma das atividades mais vistas.Para a população,hoje,a cidade é insegura.
Muita gente relata casos em que acionar a polícia é o mesmo que nada.Para muitos o fato constitue um problema geral de crise.Para outros, a avaliação passa pela política em si.Em resumo o que o friburguense vive é uma situação de insegurança e falta de socorro inadimissíveis para uma cidade onde há menos de 15 anos os automóveis não eram nem trancados ao serem estacionados nas ruas.A favelização também é notória e cada vez mais acelerada.

Ketty Bertoncini | comentários(0 )



08/06/2008 04:26
Exames do PLIDA para nível do idioma italiano
Exames do PLIDA para alunos certificarem nível de competência e conhecimento do idioma italiano
No dia último dia 29, foram realizados os primeiros exames PLIDA na sede da Sociedade Dante Alighieri – Nova Friburgo para os candidatos que quiseram certificar seu nível de competência e conhecimento do idioma italiano.Os certificados PLIDA, reconhecidos oficialmente pelo Estado italiano e entregues com a aprovação científica de uma das mais antigas e prestigiosas universidades, a La Sapienza, de Roma, atestam, a quem os possuir, seis níveis de competência e de conhecimento da língua italiana: do nível A1, o mais elementar, que garante e documenta a capacidade de usar o italiano em situações comuns e quotidianas, ao nível C2, o mais qualificado, que atesta a competência lingüística comparável àquela de uma língua-mãe de ótima cultura e é utilizada em todas as situações profissionais, mesmo as mais complexas e sofisticadas.
“Cultura é a nossa vocação. Foi inaugurado um ciclo, que de agora em diante oferecerá a possibilidade, em varias sessões do ano, para todos aqueles que tenham aprendido ou estejam aprendendo o idioma italiano, de obter o cobiçado diploma Plida”, explica o presidente da entidade, Giuseppe Arnó. Valendo destacar que os Centros de certificação PLIDA em todo o Brasil são somente quatro (Nova Friburgo, Curitiba, Maceió e Recife) e que Nova Friburgo tem o privilegio de ser única sede de exames internacionais para os candidatos que residem entre os Estados de Alagoas e do Paraná.
“A vocação cultural de nossa cidade é reforçada com a presença da prestigiosa Sociedade Dante Alighieri e do Centro de certificação PLIDA, conseqüências naturais do serio trabalho desenvolvido pela AIBAC no decorrer dos últimos anos, assim como a constituição de um novo Comitê Dante Alighieri no Rio de Janeiro, representará o coroamento de um ambicioso projeto cultural de âmbito estadual, que nasceu aqui, em Nova Friburgo” conclui com orgulho Giuseppe Arnó.
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



08/06/2008 04:31
Fábrica de cimento é multada pelo IBAMA
IBAMA de Nova Friburgo age nas cavernas calcárias de Cantagalo
Fábrica de cimento é multada

O Escritório Regional do IBAMA de Nova Friburgo/RJ no dia 03/06/2008 a fábrica de cimento LAFARGE, no município de Cantagalo/RJ, em R$ 350.000,00 (trezentos e cinquenta mil reais) após identificar destruição de espeleotemas significativos na caverna calcária Pedra Santa localizada na propriedade da fábrica.

Esta caverna, agora embargada, possui comprimento aproximado de 170 metros, com vários salões, belas cúpulas e uma variedade enorme de espeleotemas como estalactites, estalagmites, colunas, cortinas, etc... porém muitos já destruídos por atos de vandalismo e descaso dos proprietários. Há informações de existência de fauna tais como insetos, morcegos albinos, bagres cegos, etc... e que precisam ser confirmados por especialistas.

Foram observados sinais de rachaduras aparentemente estruturais que denotam possível abalo das estruturas podendo estar associado às explosões realizadas para a extração do calcário nas jazidas próximas à caverna.

O IBAMA de Nova Friburgo está solicitando ao CECAV-Centro Nacional de Estudo, Proteção e Manejo de Cavernas, ligado ao Instituto Chico Mendes da Biodiversidade, apoio técnico necessário para vistoriar esta caverna e identificar sua potencialidade, indicando junto com o IBAMA a melhor forma de gestão desse importantíssimo patrimônio espeleológico.

A região serrana fluminense, área de atuação do Escritório Regional de Nova Friburgo, possui além desta, outras cavernas calcárias também importantes do ponto de vista epeleológico, e que estarão sendo alvo de estudos nessa vistoria conjunta entre o IBAMA e o ICMBIO.

Mauro Zurita Fernandes – Chefe do Escritório Regional de Nova Friburgo/RJ.

Escritório Regional do IBAMA em Nova Friburgo/RJ

Praça Getúlio Vargas 92 –3º andar – Centro – Nova Friburgo/RJ

CEP: 28.610-170

Telefone: (22) 2522-8069

E-mail: esregnovafriburgo.rj@ibama.gov.br

Ketty Bertoncini | comentários(2 )



05/06/2008 03:57
La rivoluzione dorata del presidente Lula
Il leader brasiliano al vertice internazionale della Fao ha criticato aspramente i sistemi protezionistici e ha spiegato perché l’etanolo rappresenta una chiave per il futuro del pianeta

Roma - Una dura accusa ai sistemi protezionistici dei paesi ricchi e alle lobby del petrolio quella lanciata dal presidente del Brasile Luiz Ignacio Lula da Silva ieri a Roma nell'ambito del vertice internazionale della Fao. "Il fattore decisivo dell'aumento dei prezzi degli alimenti è il protezionismo dei paesi ricchi in materia agricola che atrofizza e disorganizza la produzione in altri paesi soprattutto quelli più poveri", ha detto il presidente del Brasile nel suo discorso.



Al protezionismo, primo nemico dei paesi in via di sviluppo, Lula contrappone una giusta distribuzione dei beni: "bisogna - dice il leader brasiliano - distribuire di più e meglio" e il "Brasile è impegnato in questo senso". Un "no" deciso anche ai sussidi: "creano dipendenza - ha detto Lula -, smantellano strutture produttive intere, generano fame e povertà laddove ci potrebbe essere prosperità. Vanno eliminati".



"La discussione sui contributi è molto accesa - spiega Giuseppe Arnò direttore della Gazzetta Italo-brasiliana -. I tedeschi, gli italiani, i francesi li vogliono, i britannici dicono che, giustamente, bisogna abolirli perché nuocciono alla competitività internazionale e l'organizzazione mondiale del commercio così come il Brasile e gli altri paesi emergenti sono d'accordo".



La cooperazione e i biocarburanti sono per Lula la risposta a questa nuova situazione politico-economica globale. Il Brasile già alleato di paesi in via di sviluppo come l'Africa, l'America centrale e i Caraibi, appoggia incondizionatamente l'espansione di nuove alleanze e partenariati che permettano nuove forme di collaborazione tra paesi.



Lula non poteva non soffermarsi sul tema attuale e scottante dei biocombustibili, il tema che ha spaccato in due la conferenza internazionale di ieri. Il Brasile, grande produttore di etanolo, ha insistito sull'enorme potenziale dei biocarburanti: "sono decisivi per combattere il riscaldamento della terra - ha dichiarato Lula - e possono avere un ruolo importantissimo nello sviluppo economico e sociale dei paesi più poveri". "Non tutti, però -aggiunge Gina Marques inviata del canale brasiliano di notizie Globo News -. La possibilità di creare coltivazioni per produrre etanolo va valutata paese per paese".



"È con spavento - ha dichiarato il presidente brasiliano - che osservo tentativi intesi a creare una relazione causa-effetto tra biocarburanti e l'aumento dei prezzi degli alimenti. Sono in pochi - aggiunge ironico - a parlare dell'impatto negativo dell'aumento del prezzo del petrolio e sui costi di produzione e trasporto degli alimenti. Questo è un comportamento né neutrale, né disinteressato: vedo con indignazione che molte dita si alzano contro l'energia pulita dei biocarburanti, dita sporche di olio e carbone".



"Il presidente Lula ha usato parole forti - ha commentato Gina Marques -. Il suo discorso è stato lungo, ma ben articolato. Ha usato metafore molto calzanti come quella delle dita sporche di petrolio, oppure quando ha detto che, come il colesterolo, esiste l'etanolo buono e quello cattivo. Lula ha anche fatto delle critiche molto dure, ma sicuramente costruttive".



Opinione simile quella di Giuseppe Arnò che afferma: "Il discorso del presidente Lula di circa mezz'ora in occasione dell'apertura della riunione della FAO è stato molto applaudito. Esso ha richiamato l'attenzione dei partecipanti in quanto, contrariamente a tutti gli altri interventi dei numerosi capi di Stato e di Governo, è stato, insolitamente in uno scenario internazionale, duro, incisivo e intercalato con frasi ad effetto, nonostante il discutibile appunto del Presidente Berlusconi sulla sua eccessiva durata".



Alle accuse riguardo ai possibili problemi ambientali legati alle coltivazioni per la produzione di bioetanolo, Lula ha risposto con i numeri: "Nella relazione 2007 del dipartimento agricoltura degli Usa sulla produzione di etanolo in Brasile si legge che su 340 milioni di ettari di terre agricole in Brasile, 200 milioni sono destinate ai pascoli, 63 milioni alle colture, di cui 7 milioni sono usate per la produzione della canna da zucchero. Di questi 7 milioni metà viene usato per la produzione di zucchero e l'altra metà per la produzione di etanolo". Secondo i dati letti dal leader brasiliano i campi di canna da zucchero occupano il 2% dei terreni brasiliani destinati all'agricoltura e solo l'1% viene usato per l'etanolo. Il 99% di queste piantagioni - ha aggiunto - "è a 2000 chilometri di distanza dalla foresta Amazzonica", quindi non danneggia l'ambiente della foresta equatoriale.



Nonostante le parole rassicuranti del leader brasiliano, secondo Giuseppe Arnò "Lula non ha saputo rispondere come ci si aspettava alle domande dei giornalisti sullo spinoso ‘problema Amazzonia'. In Brasile le polemiche non hanno fine. Ambientalisti, politici, artisti, economisti e organizzazioni ambientaliste, si ribellano contro la mancanza di un'energica politica governativa nei confronti del dilagante disboscamento dell'Amazzonia - commenta Giuseppe Arnò -. Non si può non tenere conto che con l'attuale trend di disboscamento l'Amazzonia è in uno stato d'agonia irreversibile".



"Vi è chi sostiene - prosegue il direttore della Gazzetta Italo-brasiliana - che la riforma fondiaria, che il presidente Lula sta attuando in Brasile, potrebbe rappresentare una delle tante minacce per l'Amazzonia. Il programma della riforma gestita dall'ICRAM (Istituto nazionale di colonizzazione e riforma agraria) prevede la distribuzione della terra alle comunità indigenti. Ma è la metodologia della distribuzione che ci lascia perplessi e che secondo noi corrisponde a determinati interessi. Infatti, è prevista la collocazione di insediamenti rurali nelle aree di foresta pluviale e non in quelle già disboscate. Cosi facendo, le zone coinvolte nella riforma sono quelle di alto valore per il legname e, in cinque casi, addirittura all'interno delle aree di protezione totale del Parco nazionale dell'Amazzonia. Da ciò ne consegue che la riforma favorirà il giro d´affari di quelle imprese che si occuperanno dello sviluppo infrastrutturale, come la costruzione di strade, scuole, ospedali e servizi di questi villaggi e in cambio ottengono diritti di sfruttamento del legname di dette zone. Gira e rigira, l'interesse economico prevale su quello ambientale".



Ricordando alla platea i punti fondamentali del protocollo di Kyoto, Lula ha parlato in termini entusiastici dell'etanolo derivato dalla canna da zucchero, che risulterebbe migliore e più ecologico non solo del petrolio, ma anche dell'etanolo prodotto dal mais. "Non sono favorevole a produrre l'etanolo dal mais, perché può competere con quello di canna solo se coperto da sussidi e protetto da barriere doganali. L'etanolo di canna genera 8 volte più energia rinnovabile rispetto all'energia fossile impiegata nella sua produzione, mentre l'etanolo di mais genera solo 1 volta e mezzo più energia rispetto a quella che consuma".



"Lula ha difeso - afferma Arnò - il potenziale del biocombustibile, allo stato, unica alternativa valida, comparata con le altre fonti energetiche, ad incentivare lo sviluppo dei paesi economicamente deboli, ma non si è esonerato dal dovere di aggredire gli Stati Uniti, affermando che l'etanolo made in USA ricavato dal mais è un ‘cattivo etanolo' perché compete con l'alimentazione ed è fortemente sussidiato".



Una rivoluzione dorata che, secondo il presidente Lula, genererà occupazione, entrate e progresso per le popolazioni. Critica su questo punto Gina Marques: "Quando Lula parla di lavoro e occupazione,
Ketty Bertoncini | comentários(0 )

Página 1 de 1
     

Blog-se Copyright © 2003 Comunique-se S/A. Todos os direitos reservados. All rights reserved.